quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Araucária

Denominador da paisagem
Ostentando a beleza do lugar
As infindáveis massas
Cobriam o sertão
Atraindo serrarias pra te explorar.

Houve tempo em que eras majestade
Exibida em todo lugar
Se elevando em taças verde escuras
Para o sol também te contemplar.

"Araucária Augustifólia
O. Kuntze te batizou
E o mundo te conheceu"
E para tirar o teu sossego
Vieram te explorar.

Oh! Majestade araucária
Somos incapazes de te comparar
Pois se eleva sobre as demais
Como o pai que quer zelar
Contudo em sua morada
Sua floresta não é tão fechada
Pode-se muito bem transitar
Dando espaço à outras árvores
Para que possam frutificar.

Inimiga da solidão
Carece da companheira feminina
Para produzir o pinhão
Essa semente da tradição
Que nas festas de São João
Vem com o caboclo festejar.

Quando esteve em Marcílio Dias plantando araucária na beira da linha, pedi para seu Ari Carlos Ferreira dos Santos o Arcafes, poeta e jardineiro, escrever uma poesia para o blog. Atendendo meu pedido aí está poesia Araucária.

Arcafes- Ar de Ari, Ca de Carlos, Fe de Ferreira e S de Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário